Decalque Pulp


Dessa vez, tivemos que decalcar uma capa de Revista Pulp para reproduzi-la de três formas diferentes: com lápis de cor, com grafite e com caneta nanquim.

Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e não raro o termo "pulp fiction" foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas (é esse sentido da palavra que o diretor Quentin Tarantino usou para nomear seu filme Pulp Fiction - Tempo de Violência).
(PULP. In:WIKIPÉDIA. Acesso em: 2 mai. 2014.)

Primeiramente, cada um teve que selecionar uma capa dentre as várias Revista Pulp disponíveis nos sites indicados no blog da disciplina. Escolhida e impressa a capa, tivemos que copiá-la, para 3 folhas de papel canson A3, através de decalque. O que pode ser feito por meio de um papel vegetal ou sulfurizê. Ou, então, usando uma mesa de luz para passar o desenho diretamente para os papéis finais.

Uma das cópias deveria ser finalizada apenas com lápis de cor. Outra, com grafite macio. E a terceira, com nanquim. Em todos os casos tivemos que usar uma das três técnicas vistas anteriormente. Além de serem protegidas cada uma com um overlay. O que nada mais é do que uma folha de papel sulfurizê que deve ser colada no lado de trás da parte superior do papel, ser dobrada para ficar em cima do desenho e ter as bordas que sobrarem aparadas.