Impressão e acabamento de boardgame completo

Durante a segunda metade de Setembro de 2020, fiz a impressão e acabamento do jogo analógico "1889: História das Ferrovias de Shikoku", de Yasutaka Ikeda. Até o presente momento, foi um dos maiores projetos que já realizei, tanto pelo nível de detalhes como pela quantidade de componentes. Trata-se de um redesign, feito por Jonathan Wells, em versão Print and Play ("Imprima e jogue"). Cujos arquivos estão disponíveis gratuitamente no BBG. OBS: Os textos e artes do jogo são de autoria das pessoas que os criaram. As fotos nessa postagem são de minha autoria.

O projeto é composto por:

  • 1 caixa de luxo;
  • 1 tabuleiro dobrável;
  • 1 manual de regras;
  • 7 fichas de companhia;
  • 6 player aids;
  • 1 tabela de upgrade de tiles;
  • 1 tabela de lucros;
  • 70 tiles hexagonais;
  • 37 tokens;
  • 7 cartas de prioridade;
  • 7 cartas private;
  • 27 cartas de trens; e
  • 63 cartas de ações das companhias.

A caixa foi feita com papelão cinza de 2mm, em duas partes: a tampa foi forrada com papel Pop Set Hot Brown 120g e revestida pela impressão em papel Offset 180g, com laminação fosca; e a bandeja foi revestida e forrada com papel Offset 120g. Também foi incluída uma divisória de papel triplex para separar e melhor acomodar os componentes do jogo.


A parte mais complicada foi a confecção do tabuleiro dobrável. Este foi composto por quatro placas de papelão cinza 2mm de tamanho pouco menor que o formato A4, ligadas em certos pontos pelo revestimento: mapa impresso em papel Offset 180g, com laminação fosca, na frente e papel Color Plus Los Angeles 240g no verso. Quando aberto, o tabuleiro fica em tamanho próximo ao formato A2.




O manual foi impresso em papel Couché fosco, sendo 170g para a capa e 115g para as páginas internas. E costurado a mão com linha de nylon. Ele fica com tamanho A5 quando fechado.



As fichas de companhia ferroviárias e os player aids ("ajuda do jogador") foram impressos em papel Couché fosco 300g formato A5.



As tabelas de upgrade de tiles e de lucros também foram impressas em papel Couché fosco 300g, mas em formato A4.


Os tiles (ladrilhos) foram confeccionados em papelão cinza 2mm; impressão em papel Offset 180g, com laminação fosca, na frente; e papel Color Plus Los Angeles 240g no verso. Já os tokens (marcadores) receberam o mesmo tipo de papel impresso em ambos os lados, e o miolo de papelão cinza 4mm, com as laterais pintadas na cor da companhia ferroviária correspondente.



E, por fim, as cartas foram impressas em papel Couchê Fosco 300g e cortadas em vários formatos, dependendo da função no jogo.



Como eu já disse ao cliente, foi um prazer enorme realizar esse projeto. Gostei tanto do resultado que fiquei com muita vontade de jogar! Hahaha! 😄


Comentários

Unknown disse…
O "tile" pode ser traduzido por ladrilho, mas nos 18xx chamamos de trilhos por conta de sua função.
Vinícius Rennó disse…
Grato pelo esclarecimento. Vou fazer a devida modificação na postagem.